Campinas 243 anos!

Meus amigos, hoje é dia de celebrar a nossa cidade. São 243 anos de história marcante, que fez dela metrópole inovadora, de gente que batalha e vence. Cidade que não se acomoda, que sempre está em busca do melhor. Orgulho para todo o Brasil. Viva Campinas! Parabéns!

Publicado por Jonas Donizette em Sexta-feira, 14 de Julho de 2017

Meus amigos, hoje é dia de celebrar a nossa cidade. São 243 anos de história marcante, que fez dela metrópole inovadora, de gente que batalha e vence. Cidade que não se acomoda, que sempre está em busca do melhor. Orgulho para todo o Brasil. Viva Campinas! Parabéns!

Jonas Donizette é escolhido novo presidente da Frente Nacional de Prefeitos

17/03/2017

O socialista Jonas Donizette, atual prefeito de Campinas, foi escolhido o novo presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). A entidade reúne líderes do Executivo de capitais e de cidades com mais de 50 mil habitantes.

O anúncio ocorreu nesta sexta-feira (17), durante o lançamento regional do IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS), na sede da Prefeitura de São Paulo.

Primeiro prefeito de cidade que não é capital a assumir a liderança da entidade, Donizette irá suceder seu colega de partido, o ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB).

“A FNP existe não para falar pelos prefeitos, mas pelos moradores dos municípios. É importante percebermos que todas as nações que se desenvolveram com equilíbrio e justiça social, valorizaram os municípios”, afirmou Jonas Donizette.

Ele assume o cargo no dia 26 de abril, durante o IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS), no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília. O mandato é de dois anos.

Donizette exerce atualmente a vice-presidência das Regiões Metropolitanas da FNP. Em seu lugar, assume o prefeito de Guarulhos (SP), o também socialista Gustavo Henrique Costa, o Guti.

leia mais

Filiados do PSB são convocados a participar de recadastramento nacional até 20 de março

PSB – 25/01/2017

Desde a última sexta-feira (20), os filiados do PSB em todo o país estão sendo convocados por seus diretórios e comissões municipais a participarem do processo de recadastramento.
Os filiados serão comunicados por email ou correio, no entanto, nos casos em que isso não ocorrer (por não haver o endereço para o contato), o filiado deve procurar sua respectiva seção municipal. O prazo vai até 20 de março.
Aqueles que não se recadastrarem até essa data terão suas atividades partidárias suspensas por seis meses. Se o recadastramento ainda não for feito neste prazo adicional, a filiação será cancelada.
Os diretórios e as comissões municipais devem atualizar os dados dos filiados pela Plataforma da Democratização de Gestão Partidária do PSB. O acesso à ferramenta é feito pelo site do partido www.psb40.org.br, ou pelo link http://plataforma.psb40.org.br.
Ferramenta pioneira no país, a Plataforma de Democratização de Gestão Partidária do PSB foi lançada na última sexta-feira (20) em um bate papo online que contou com a participação do  presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira e da equipe técnica responsável pela plataforma.
Além do recadastramento de filiados, a nova ferramenta permitirá ao partido realizar novas filiações, armazenar e administrar informações e consultar com rapidez seus mais de 645 mil integrantes sobre temas relevantes.
Durante o bate-papo, o presidente nacional do PSB destacou importância de que sejam fornecidos os dados completos de cada filiado, inclusive e-mail e, se possível, telefone celular, para que permita o uso de todas as funcionalidades de comunicação da plataforma.
“É extremamente importante que tenhamos os endereços eletrônicos de todos os nossos filiados para que possamos dar a dinâmica necessária a todas as funcionalidades da plataforma”, destacou.
Depois de recadastrado, o socialista receberá um número de inscrição que constará no Cartão de Identidade Partidária, que será expedido pela direção nacional do partido. A seção municipal será responsável pela entrega do documento ao filiado.
 Acesse aqui a Resolução nº 01/2016 sobre o recadastramento nacional de filiados.
Assessoria de Comunicação/PSB Nacional

Em Salvador, ato pede saída de Michel Temer e Diretas Já

 

Milhares de pessoas se reuniram neste domingo no Farol da Barra, em Salvador, em mais uma grande manifestação política, artística e cultural em favor da convocação de eleições diretas e da saída do presidente Michel Temer do comando do país. Manifestantes também protestaram contra as reformas previdenciária e trabalhista. O ato foi realizado dois dias após o julgamento da chapa Dilma-Temer, absolvida no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo a organização, cerca de 100 mil pessoas participaram do ato, que contou com a presença de representantes de movimentos sociais, de partidos políticos e artistas. Músicos se revezaram no trio elétrico em apresentações e pronunciamentos. Daniela Mercury, Margareth Menezes, Mano Góes, a banda BaianaSystem entoaram canções e defenderam as eleições diretas e a renúncia do presidente. A manifestação foi encerrada por volta de 20h30. Além de Salvador, atos pelas Diretas Já aconteceram em São Paulo, Rio de Janeiro, e Porto Alegre. Na próxima sexta-feira, 16, será a vez de Belo Horizonte.

O PSB esteve representado pelos senadores Lídice da Mata (BA) e João Capiberibe (AP), coordenador da Frente Suprapartidária por Eleições Diretas Já. Capiberibe lembrou que atuou nos últimos 40 anos para construir a democracia no país. “Em 1984, estávamos nas ruas, o movimento começou devagar e foi crescendo a cada dia. Os brasileiros se uniram e derrotamos a ditadura, ocupando as ruas e pedindo por Diretas Já”, contou.

Segundo ele, o Congresso Nacional não tem moral para tirar o Brasil da crise. “Falo em nome da Frente Suprapartidária que nós queremos mais partidos, que isso se reproduza. Vamos nos organizar, vamos conquistar nossos direitos e devolver a cidadania porque essa representação política que está no Congresso não tem moral para resolver a crise desse país. Para resolver a crise política e econômica e conciliar a nação brasileira somente com Diretas Já”, enfatizou.

A senadora e presidente estadual do PSB-BA, Lídice da Mata, destacou que as eleições diretas são necessárias porque o povo precisa garantir seus direitos sociais e trabalhistas para fazer o país voltar a crescer.

“Diretas porque o povo precisa garantir os seus direitos. Diretas porque o Brasil precisa voltar a crescer. Foi uma linda manifestação com o povo e os artistas da Bahia mostrando toda a nossa capacidade de mobilização e para dizer que este governo já não se sustenta mais”, disse a senadora.

Presente no Farol da Barra, o ex-deputado federal constituinte Domingos Leonelli disse que o ato deste domingo demonstra a grande adesão da Bahia à campanha pelas Diretas Já.

Também estiveram na manifestação o presidente municipal do PSB da capital baiana, Waldemar Oliveira, os deputados estaduais Ângelo Almeida e Fabiola Mansur; e o vereador Silvio Humberto, entre outros membros do diretório estadual e da militância socialista.

Belo Horizonte

Na próxima sexta-feira (16), será a vez de Belo Horizonte ser palco de uma manifestação pela saída do presidente Michel Temer e pelas Diretas Já. A organização prevê cerca de 50 mil pessoas presentes no ato.

O ato terá uma concentração, às 16h, na Praça Afonso Arinos, no centro da capital mineira. De lá, a passeata segue para a Praça da Estação, onde os shows começarão a partir das 19h.

O evento já conta com previsão de apresentações de mais de 15 artistas, em sua maioria mineiros, como Samuel Rosa do Skank, Fernanda Takai do Pato Fu, Rogério Flausino do Jota Quest, entre outros. Além disso, políticos e movimentos sociais também estarão presentes.

O evento ocorrerá junto com o 55º Congresso da União Nacional do Estudantes (Conune), que será realizado na capital mineira.

Assessoria de Comunicação/PSB Nacional com informações do PSB-BA

NOTA OFICIAL

Nota Oficial 06/02/2017
Em face das denúncias contra o companheiro Márcio França, vice-governador do Estado de São Paulo, reitero integral confiança na sua conduta ética que, aliás, tem sido a tônica da sua já longa vida pública.
Seguramente, essa investigação, ao final, demonstrará a improcedência da acusação e terá o mesmo destino que a acusação criminal, cujo processo foi arquivado.
Brasília, 6 de fevereiro de 2017.
CARLOS SIQUEIRA
Presidente Nacional do Partido Socialista Brasileiro – PSB

Com nova plataforma on line, PSB pretende ampliar o debate e a comunicação com filiados e militantes

PSB – 21/01/2017

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, inaugurou na noite de sexta-feira (20), a Plataforma de Democratização da Gestão Partidária, ferramenta pioneira que permitirá ao partido atualizar os dados cadastrais de seus integrantes, filiar cidadãos, armazenar e administrar informações e consultar com rapidez seus mais de 645 mil filiados sobre temas relevantes.
A nova ferramenta foi lançada em um bate-papo on line transmitido ao vivo na internet pela TV 40.  Socialistas de todo o país participaram enviando perguntas e comentários por um chat. As perguntas foram respondidas pelo presidente Carlos Siqueira e pela equipe que desenvolveu o sistema, Sinoel Batista, da Quanta Consultoria e Projetos, e Eduardo Assis, da Caiena Tecnologia e Design. O acesso é feito no site do partido, www.psb40.org.br, ou pelo link http://plataforma.psb40.org.br.
Até o próximo dia 20 de março a nova ferramenta será usada, principalmente, para o recadastramento nacional de filiados. Aqueles que não atualizarem seus dados cadastrais até esta data poderão ter suas atividades partidárias suspensas ou mesmo sua filiação cancelada, conforme resolução aprovada pelo Diretório Nacional.
Durante a presentação da ferramenta, que durou quase duas horas, o presidente nacional do PSB ressaltou a importância de que sejam fornecidos os dados completos de cada filiado, inclusive e-mail e, se possível, telefone celular, para que permita o uso de todas as funcionalidades de comunicação da plataforma. “É extremamente importante que tenhamos os endereços eletrônicos de todos os nossos filiados para que possamos dar a dinâmica necessária a todas as funcionalidades da plataforma”, destacou.
Carlos Siqueira afirmou que a implantação da nova plataforma pretende democratizar a estrutura e a gestão partidária e ampliar os canais de comunicação das direções (municipais, estaduais e nacional) com filiados e militantes.
“Esperamos que, através de consultas, pesquisas, enquetes, comunicações, postagens de textos, transmissão de reuniões, possamos tornar o partido mais democrático, dar oportunidade a todos os filiados de participar da gestão partidária e da condução política, especialmente no que diz respeito às questões mais estratégicas”, afirmou.
Uma das principais funcionalidades da plataforma é a que permite realizar com rapidez e praticidade consultas diretas e deliberativas aos filiados sobre temas estratégicos, como mudanças no sistema de governo, reforma da previdência, privatizações de empresas públicas, entre outros temas, destacou Siqueira. “Esta é uma forma de democratizar as decisões do partido sobre os temas mais diversos do cenário político nacional para que as instâncias partidárias estejam em sintonia com a militância”, ressaltou.
Para o presidente do PSB, com a implantação da plataforma pretende-se, de fato, introduzir no partido “a nossa reforma política”.  “É uma forma moderna de introduzir a nossa reforma política, porque o que a sociedade espera de fato é uma mudança de postura dos partidos e da forma de se fazer política. No mundo inteiro os países tomam decisões de cima para baixo, temos que admitir isso  e por essa razão devem envolver cada dia mais o conjunto dos seus filiados nestas decisões, para que se sintam participantes da instituição, sabendo que podem influenciar, criticar, sugerir soluções e opinar sobre as questões relevantes da condução partidária”, analisou.
A Plataforma de Gestão Partidária também permitirá a interação entre os filiados e desses com seus diretórios, obedecendo a organização da estrutura partidária. Por exemplo, o Diretório Nacional poderá enviar mensagens aos diretórios estaduais e municipais e aos filiados. Os diretórios estaduais, por sua vez, poderão se comunicar com os diretórios municipais e com os filiados e, por fim, os diretórios municipais interagirão com suas bases.
Um dos responsáveis pelo desenvolvimento da ferramenta, Sinoel Batista observou que não há hoje em funcionamento no país uma estrutura que aproxima as direções partidárias da sua base de militantes como a Plataforma de Democratização da Gestão Partidária lançada pelo PSB. “Hoje a estratégia de comunicação é feita por meio de cartas, ofícios, e-mails ou ligações telefônicas.  Se o presidente nacional deseja se comunicar com vereadores, por exemplo, não há um banco de dados que sistematize as informações e facilite essa comunicação. A plataforma permite essa interação na velocidade que a comunicação da atualidade exige”, destacou.
Eduardo Assis explicou que o recadastramento pode ser feito de duas formas: ou o administrador, que é o representante do diretório municipal, atualizará o cadastro, ou ele enviará um e-mail para o próprio filiado atualizar.  Para isso, o administrador deve encontrar o filiado no sistema por meio da ferramenta de busca. Feito isso, é só selecionar o nome desejado e enviar um e-mail com os dados.
Assis destacou ainda que plataforma terá dois perfis básicos de usuário: o filiado e o administrador.  O primeiro é o militante que poderá participar do ambiente virtual acessando informações, respondendo a perguntas e enquetes e enviando mensagens e textos. Já o administrador será o dirigente nacional, estadual ou municipal, que será responsável pela manutenção do sistema e do disparo das pesquisas.
Funcionalidades – A Plataforma de Democratização Partidária tem quatro funcionalidades principais. Uma delas é a ferramenta de Filiação Online, que permite ao interessado solicitar a sua filiação ao partido preenchendo um cadastro virtual.
Já a ferramenta PSB no Brasil armazena dados sobre filiados e possibilita a consulta de informações por diretórios, comissões, conselhos, bancadas, entre outros grupos.
A comunicação entre os socialistas é feita pela Ferramenta de Textos e Avisos, obedecendo a estrutura partidária, que permite o envio e a troca de informações, textos, avisos aos filiados e diretórios.
Com a Ferramenta de Pesquisas e Consultas, os diretórios Nacional, estaduais e municipais poderão realizar a qualquer tempo pesquisas e enquetes sobre temas estratégicos tanto no plano nacional como no local.
Assessoria de Comunicação/PSB Nacional