Luiz Lauro Filho é eleito para presidir Comissão de Meio Ambiente da Câmara

Câmara dos Deputados – 04/05/2016

O deputado federal Luiz Lauro Filho (PSB-SP) foi eleito por unanimidade, na terça-feira (3), presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CMADS) da Câmara. Ele dá sequência ao trabalho de outro socialista, o deputado Átila Lira (PI), que presidiu o colegiado em 2015. Além do parlamentar paulista, mais três socialistas são titulares do colegiado: Adilton Sachetti (MT), Heitor Schuch (RS) e Rodrigo Martins (PI). O deputado Júlio Delgado (MG) e a deputada Tereza Cristina (MS) são suplentes.

Luiz Lauro ressaltou a importância de presidir essa Comissão que, para ele, tem relevância em diversos meios do País e está diretamente relacionada ao desenvolvimento e ao progresso da nação. “É importante ter uma atuação imparcial, que respeite a legislação vigente relacionada ao meio ambiente e às outras questões ligados ao tema.”

A preservação do meio ambiente, sustentabilidade, crise hídrica, coleta de lixo e tratamento de esgoto são temas que estarão em pauta durante o mandato do socialista. “Pretendo utilizar esse espaço para ampliar as discussões sobre questões como o tratamento de esgoto, que ainda é precário em muitas regiões brasileiras e que vai de encontro com as melhorias na saúde”, disse.

O deputado também agradeceu a bancada do PSB pela indicação do seu nome para presidir a Comissão. “Sinto-me lisonjeado e contemplado em poder presidir uma Comissão desse tamanho, com o apoio da grande maioria da bancada, e tenho certeza que poderei contar com a ajuda dos meus pares, sejam parlamentares do Partido ou não”, afirmou.

Comissão
A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável conta com 18 deputados membros titulares e igual número de suplentes. Ela tem como competência atuar em diversas áreas temáticas, que são: política e sistema nacional do meio ambiente; direito ambiental; legislação de defesa ecológica; recursos naturais renováveis; flora, fauna e solo; edafologia e desertificação; e, desenvolvimento sustentável. A CMADS ganhou autonomia da Câmara dos Deputados em 2004 com o desmembramento da antiga Comissão de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Minorias e a criação da formação atual.

Assessoria de Comunicação/Liderança do PSB na Câmara

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *