Presidente do PSB defende legalidade do impeachment em entrevista à imprensa estrangeira

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, defendeu a legalidade do impeachment nesta terça-feira (29), em entrevista à imprensa internacional, ao lado de presidentes e líderes de partidos oposicionistas. Para Siqueira, a presidente Dilma Rousseff é irresponsável ao mentir que há em curso uma tentativa de golpe de Estado no Brasil.

“É uma irresponsabilidade enorme afirmar que no Brasil há em curso um golpe de estado e a imprensa internacional tinha de ter uma versão daqueles que não entendem que o impeachment é um golpe”, disse o presidente do PSB, na saída da entrevista coletiva. “Ao contrário, o impeachment é um remédio que existe na Constituição e precisa ser respeitado.” Siqueira lembrou que o PT pediu o impeachment de todos os presidentes eleitos dos últimos 30 anos.

O dirigente socialista enfatizou a legitimidade do pedido de impeachment que tramita na Câmara, afirmando que é de iniciativa da sociedade civil e teve como um dos seus autores o jurista Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT. Também citou como exemplo o pedido apresentado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), protocolado ontem na Câmara pelo presidente da entidade, Cláudio Lamachia.

Para o dirigente, a narrativa criada pelo governo faz mal à imagem do Brasil. “Esse desespero do governo e essa narrativa que o governo e seu partido fazem é muito ruim para a imagem do Brasil e é inaceitável, porque é uma grande mentira. O mundo precisa saber com clareza o que está acontecendo para o Brasil e não aceitar a mentira que foi anunciada pela presidente da República”, afirmou.

Além de Carlos Siqueira, participaram da entrevista coletiva o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, do PPS, Roberto Freire, do Solidariedade, Paulinho da Força, e o do DEM, senador Agripino Maia.

Assessoria de Comunicação/PSB Nacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *