Secretarias

SINDICALISMO SOCIALISTA BRASILEIRO

A Coordenação do Movimento Sindical (CMS) do PSB congrega militantes
socialistas na luta pela preservação e ampliação dos direitos dos
trabalhadores brasileiros. Ela tem duas formas de ação: uma para dentro do PSB,
com objetivo de unificar as propostas e os discursos das lideranças sindicais,
e outra direcionada à sociedade brasileira, nos sindicatos, onde o objetivo
é realizar uma ação que leve as propostas da sigla aos trabalhadores.

Neste sentido, tem atuação voltada às reivindicações da classe trabalhadora da
cidade e do campo por meio da corrente do Sindicalismo Socialista Brasileiro (SSB Nacional).

No meio sindical, a SSB se constitui – cada vez mais – como uma alternativa
para os sindicalistas que rompem com as correntes tradicionais e também aos vários
dirigentes e militantes independentes, que atuam no movimento sindical. Por isso,
o movimento sindical do PSB vem aprofundando permanentemente a organização da SSB,
visto ser crescente o número de sindicalistas que buscam na legenda
uma alternativa sindical e partidária.

Um dos pontos que chama a atenção deste segmento organizado do PSB é que ele
promove um sindicalismo livre, democrático, autônomo e de luta, comprometido com a
construção da sociedade socialista. Com o apoio constante do Partido, por meio da
Fundação João Mangabeira (FJM), a CMS promove seminários, cursos, palestras e debates
sobre questões sindicais, além de atuar diretamente na direção da Central de Trabalhadores e
Trabalhadoras do Brasil (CTB) – central classista e democrática fundada em 2007 para agregar
socialistas, comunistas e independentes.

Entre as principais propostas do movimento sindical do PSB destacam-se a formação
permanente de militantes e a ampliação da SSB. Além disso, o movimento defende os
direitos individuais e coletivos e oferece a perspectiva socialista aos dirigentes e aos militantes
filiados ao PSB.